Apenas uma carta.

“Eu não quero te acordar, sabe? Por isso resolvi pegar um papel e uma caneta e te escrever. Você está sempre ocupado fazendo alguma coisa, e quando não está, eu sei que sua cabeça enche-se de pensamentos, conclusões e deduções. Te ver tão sereno, deitado na cama, de olhos fechados, é um momento raro, e eu não atrapalharia isso por nada. Até porque, um dos meus passatempos preferidos é apenas ficar te olhando, sabia? Continuar lendo