Apenas uma carta.

“Eu não quero te acordar, sabe? Por isso resolvi pegar um papel e uma caneta e te escrever. Você está sempre ocupado fazendo alguma coisa, e quando não está, eu sei que sua cabeça enche-se de pensamentos, conclusões e deduções. Te ver tão sereno, deitado na cama, de olhos fechados, é um momento raro, e eu não atrapalharia isso por nada. Até porque, um dos meus passatempos preferidos é apenas ficar te olhando, sabia? Olhar pra você, saber que você está aqui ao lado, me traz uma paz sem tamanho. Seus olhos, sua respiração doce nos meus cabelos, seu cheiro, seu peito subindo e descendo, seu coração batendo. Tudo isso me faz esquecer de todo o resto. Eu já não me importo mais com os outros, com o que eles chamam de mundo. O meu mundo é perfeito, e ele está aqui do lado, de olhos fechados, dormindo tranquilamente. Eu não preciso de mais nada. Já tenho suas mãos para me darem carinho e meu mundo está feliz. Meu coração se aquece de saber que você existe. Sua respiração preenche os espaços que faltavam no meu peito e eu me sinto completa. Seus dedos se encaixam perfeitamente nas fendas das minhas mãos e sua boca me tira do sério. Quando meus dedos encostam em você, sinto como se tocasse a mais fina seda. Seus olhos são como imãs para os meus. Se estão por perto, não há outra coisa que eu verei. Você mistura tudo que existe dentro de mim e, mesmo assim, esclarece tudo o que eu sinto. Quando você me abraça, me sinto protegida com a maior fortaleza do mundo e nada nem ninguém pode me atingir. Existem coisas inexplicáveis nesse mundo, e eu nunca poderia te explicar a grandeza do amor que eu sinto por você, mas não há necessidade. Como diria Fernando Pessoa, “Ama como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?” Não preciso dizer mais nada. Meus olhos já gritam que te amo, minhas mãos tateiam em busca das tuas, meu corpo anseia pelo teu toque e meu coração bate somente por você.

                                                     Eu te amo, meu amor, e isso basta para uma vida inteira.”

Limye Chwet.

Anúncios

Dê um oi, não precisa ter medo :3

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s