Um brinde.

Um brinde.

Um brinde à guerra dos tolos
Um brinde à decência dos fatos
Um brinde è inocência dos chulos
E às falas de revolução

Um brinde à economia falida
Um brinde à política corrupta
Um brinde à hegemonia invicta
E aos gritos de sofridão

Um brinde às crianças armadas
Um brinde à falta de pão
Um brinde às promessas largadas
E à liberdade de expressão

Um brinde às leis e seus juizes
Um brinde à verdade alienada
Um brinde aos reis e meretrizes
E à justiça enclausurada

Um brinde à guerra, aos tolos
aos fatos, aos chulos, à economia,
à politica e sua convicção

Um brinde à falha, à falta,
às armas, às promessas, à liberdade, ´
ás crianças e sua educação

E um brinde ao sarcasmo
Um brinde à ironia
E a nós humanos sórdidos
que não conseguimos dizer
não.

Limye Chwet

(04-04-2012)

Anúncios

Dê um oi, não precisa ter medo :3

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s