05 | Sobre mim

Eu já tinha lido sobre isso nos livros. Músicas, filmes, poesias. Não são poucos os lugares onde você pode encontrar esse sentimento sendo descrito. Porém, eu nunca tinha sentido isso antes. Sempre considerei que as interpretações tinham tirado uma licença poética ao representá-lo. Mas eu estava errada. Continuar lendo

03 | Sobre traumas e aquela mancha na parede.

Todos nós temos em alguma parede da nossa casa uma mancha. Pode ser uma mancha que está lá desde antes de você se mudar, ou até mesmo uma mancha que você fez e que hoje evita de comentar sobre. Mas ela existe. Na maior parte do tempo você nem nota que ela está lá. Ela já está lá há tanto tempo que é como se já fizesse parte da identidade da parede. Não tem porque notá-la o tempo inteiro, seria exaustivo e infinitamente estressante, afinal você sabe que não vai conseguir tirá-la de lá, independente de quantas vezes você tente esfregar. Continuar lendo

01 | Um dia morto, mas não de todo ruim.

Curitiba, 05 de Março de 2015

D2

Existem aqueles dias na nossa vida que você acorda e parece que continua em sonho. O dia começa com nada em especial acontecendo, e você, aparentemente, não consegue encontrar nada interessante para fazer. Ah, você tem sim coisas à fazer. Uma parede à pintar, matérias para estudar, chaveiros para costurar. Porém seu corpo, sua alma, parecem consumidos por uma energia inerte que te impede de realizar toda e qualquer ação.

Continuar lendo